Rodrigo Bórgia era filho do poderoso cardeal espanhol, Rodrigo Bórgia, que se tornou o Papa Alexandre VI em 1492. Desde cedo, Rodrigo percebeu que seu destino estava muito ligado à política e ao poder, em uma época em que o papa era um dos líderes mais influentes do mundo.

Quando seu pai se tornou Papa, Rodrigo recebeu o título de Duque de Gandia, e se tornou um dos homens mais importantes da corte papal. Sua beleza, talento e inteligência chamavam a atenção de todos ao seu redor, fazendo com que se tornasse o favorito da família Borgia.

Com o tempo, Rodrigo se tornou cada vez mais ambicioso, e começou a lutar por poder e influência no Vaticano. Aproveitando-se das intrigas políticas da época, ele conseguiu se tornar cardeal aos 24 anos, e depois Bispo de Valência na Espanha.

Mas seu maior sonho era se tornar Papa. E quando seu pai faleceu em 1503, Rodrigo estava determinado a lutar pelo papado, apesar de ter vários inimigos e rivais no Vaticano.

Devido à agitação política da época, Rodrigo conseguiu influenciar a eleição papal e se tornou Papa em 1503, adotando o nome de Alexandre VI. Seu pontificado foi polêmico desde o início, marcado por escândalos, conspirações e uma vida pessoal controversa.

Ao mesmo tempo em que se dedicava às intrigas políticas do Vaticano, Rodrigo também tinha uma vida amorosa agitada. Acredita-se que ele teve vários filhos ilegítimos com diversas mulheres, e que manteve um romance com a bela Giulia Farnese, uma das cortesãs mais famosas da época.

Além das polêmicas sexuais, Rodrigo também foi acusado de corrupção e nepotismo, já que beneficiou seus filhos e parentes com cargos importantes na corte papal.

Mesmo com todas essas controvérsias, Rodrigo Bórgia foi um dos papas mais importantes do renascimento, e é lembrado como um dos líderes mais influentes de sua época. Ele deixou um legado importante no Vaticano, com a construção de novos palácios e monumentos, e o fortalecimento do poder papal na política europeia.

No entanto, sua história é marcada pelo conflito entre o poder e a moralidade, e pelas intrigas que envolveram a família Borgia durante o renascimento. Rodrigo Bórgia é um dos personagens mais fascinantes da história, um homem que lutou pelo poder acima de tudo, deixando marcada em sua trajetória a forte influência da família Borgia no Vaticano.